top of page

Segmento de negócios e serviços está se expandindo no Brasil


De acordo com o Atlas dos Pequenos Negócios, metade dos MEI e 41% das MPE atuam no segmento de negócios e serviços. O setor continua em expansão na economia, impulsionado, principalmente, pela grande concentração de pequenos negócios. Em 2021, esse segmento de atividade reunia metade de todos os Microempreendedores Individuais (MEI) do país e 41% das micro e pequenas empresas (MPE).


Segundo o documento, entre as 20 atividades com maior número de MEI, doze estão em negócios e serviços. Já entre as micro e pequenas empresas, das vinte atividades com maior concentração de negócios desse porte, dez estão em negócios e serviços, nove em comércio e um na construção civil.


De acordo com o presidente do Sebrae, Carlos Melles, o grande número de pequenos negócios nas atividades de Serviços é resultado das próprias características desse segmento. “Enquanto nos setores de comércio e indústria, o empreendedor tem um custo inicial com a compra de equipamentos e produtos ou aluguel de espaço, em [negócios e] serviços, a empresa, muitas vezes, cabe na própria bolsa. Atividades como cabeleireira, chaveiro, produção de quentinhas, por exemplo, pode ser realizadas na rua, na casa do cliente ou do empreendedor”, comenta.


É possível destacar, também, que esse segmento demanda, em geral, um nível menor de especialização, o que torna a atividade mais acessível a um maior público de potenciais empresários.


O Atlas dos Pequenos Negócios mostra, também, que em 2021 havia 11,2 milhões de microempreendedores individuais (recorde histórico) e 7,2 milhões de microempresas e empresas de pequeno porte. Ainda segundo o levantamento, em 2021 foram abertos 3,1 milhões de novos MEI que responderam por quase 80% de todas as empresas criadas no ano passado.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page